Mitos sobre cerveja

Um grupo de cientistas resolveu detonar os mitos sobre cerveja, bem ao estilo dos mythbusters, e deu no seguinte:

A CERVEJA PODE MATAR?

Sim. Sobretudo se o ser humano se deixar atingir por uma caixa de cerveja com garrafas cheias. Sabe-se que, anos atrás, um rapaz, ao passar pela rua, foi atingido por uma caixa de cerveja que caiu de um caminhão, tendo morte instantânea. Além disso, casos de enfarto do miocárdio em idosos têm sido associados às propagandas de cervejas com modelos esculturais.

O USO CONTÍNUO DE CERVEJA PODE LEVAR AO USO DE DROGAS MAIS PESADAS?

Não, a cerveja é a mais pesada – uma garrafa pesa cerca de 900 gramas.

A CERVEJA CAUSA DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA?

Não. 89,7% dos psicólogos e psicanalistas preferem uísque.

MULHERES GRÁVIDAS PODEM BEBER SEM RISCO?

Sim. Está provado que, numa blitz, a polícia nunca pede o teste do bafômetro para gestantes… E se elas tiverem que fazer o teste de andar em linha reta, sempre podem atribuir o desequilíbrio ao peso da barriga.

CERVEJA PODE DIMINUIR OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS?

Não. Numa experiência recente, 500 motoristas receberam uma caixa de cerveja cada um. Depois de beberem, foram colocados, um por um, diante de um espelho. Em nenhum dos casos, os reflexos foram alterados.

EXISTE ALGUMA RELAÇÃO ENTRE A CERVEJA E O ENVELHECIMENTO?

Sim. A cerveja envelhece muito rápido. Para se ter uma idéia, se você deixar uma garrafa ou lata aberta, ela perderá o seu sabor em aproximadamente quinze minutos.

A CERVEJA ATRAPALHA NO RENDIMENTO ESCOLAR?

Muito pelo contrário: alguns donos de faculdade estão aumentando suas rendas com a venda de cerveja nas cantinas.

QUEM É O RESPONSÁVEL PELO CONSUMO DE CERVEJA ENTRE ADOLESCENTES?

A questão é polêmica. Porém, inúmeras pesquisas recentes feitas por laboratórios de renome responsabilizam, em primeiríssimo lugar, o garçom.

Anúncios
por Ricardo Postado em Humor