Ditados reformatados

  • Quem com vírus infecta, com vírus será infectado!
  • Mais vale um arquivo no hd do que dois baixando…
  • Não adianta chorar pelo link quebrado!
  • A pressa é inimiga da conexão!
  • Antes só do que conexão compartilhada!
  • Hacker que ladra, não morde!
  • Sites passados não movem o browser!
  • Quem ama um 486, Pentium 4 lhe parece!
  • De clique em clique, o browser enche o cash!
  • Diga-me com quem teclas e te direi quem és!
  • De hacker e louco, todo mundo tem um pouco!
  • Em brigas na lan-house, não se mete o mouse!
  • Olho por olho, clique por clique!
  • Se correr o hacker pega, se ficar o hacker come!
  • Quem vê fotolog não vê coração!
  • Quem semeia e-mails, colhe SPAM!
  • Quando o email é grande o anti-vírus desconfia!
  • Quando um não quer dois não teclam!
por Ricardo Postado em Humor

165 sintomas de ridículo…

1- Levar sopa na garrafa térmica.
2- Tomar cerveja em copo de requeijão.
3- Ir em casamento com camisa de time de futebol.
4- Andar com aquela carteira profissional ensebada no bolso de trás.
5- Falar para os amigos na praia – “Quero ver se voce faz isso” – e dar aquela cambalhota.
6- Esquentar a ponta da Bic pra ver se ela volta a escrever.
7- Fazer pacote com bolo e brigadeiro para entregar na saida do aniversário.
8- Andar pendurado na porta do ônibus.
9- Colar dinheiro com durex ou fita isolante, deixando aquela faixa …
10- Usar porta-documentos com os dizeres: “Lula/94 sem medo de ser feliz”.
11- Lamber a tampa metálica do iogurte.
12- Colocar bombril na antena da televisão.
13- Guardar resto da macarronada para fazer sopa no outro dia.
14- Colocar maiô ou biquíni e tomar sol na represa.
15- Ir a praia em dia de chuva e levar toda a familia.
16- Correr atras do guarda-sol na praia gritando “pega, pega!”.
17- Acordar cedo no domingo pra lavar o carro antes que a água acabe.
18- Entrar de loja em loja perguntando os preços e dizer pro vendedor “só tô dando uma olhadinha, qualquer coisa volto mais tarde”.
19- Ir ao estádio de futebol, entrar pela geral, e pular para as sociais.
20- Pedir pro marido ir ao supermercado comprar pouca coisa e mandar ele trazer sacola plástica para botar lixo.
21- Decorar o muro do quintal com plantas em lata de óleo, leite em pó e tijolo.
22- Gritar pela janela do ônibus para o amigo e ele fingir que não te ouviu.
23- Fazer jogo de futebol com os times “camisa” X “sem camisa”.
24- Rifar caixa de cholocate e dizer que é ação entre amigos.
25- Calçar o sofá sem perna com tijolo.
26- Ficar balançando lâmpada queimada para ver se volta a funcionar.
27- Botar neon igual da Super Máquina no para choque do automóvel Miura.
28- Ir pro trabalho de bicicleta, e dizer que é pra manter a forma.
29- Enrolar, ao contrario, bobina de maquina de calcular para aproveitar o outro lado.
30- Aproveitar garrafa plástica de refrigerante pra botar água na geladeira.
31- Regar as plantas de casa com panela.
32- Lavar fralda descartavel com pinho sol, para usá-la novamente.
33- Acender latinha com álcool dentro do box do banheiro em dia de frio.
34- Guardar aqueles cacarecos em cima do guarda-roupas.
35- Secar tênis atrás da geladeira.
36- Dar presente embrulhado com papel das Casas Bahia.
37- Construir a calçada de casa com cacos de tijolos velhos, formando aqueles desenhos lindos.
38- Guardar sobra de material de construção em cima da laje.
39- Palitar dente com palito de fosforo, apontado com a faca do almoço suja de feijão.
40- Pedir pro cobrador do ônibus passar dois na roleta.
41- Receber visita e mostrar toda a casa.
42- Decorar vasos com flor desidratada e de plástico.
43- Guardar refrigerante com colher pendurada na boca, para não perder o gás.
44- Pedir pro filho ficar abanando o churrasco com tampa de caixa de sapato.
45- Comprar carro novo e não tirar o plástico dos bancos, para todos saberem que é novo.
46- Ficar discutindo com os amigos quantas barbas dá para fazer com uma lâmina.
47- Amarrar perna de óculos com arame.
48- Amarrar o cachorro com fio de luz.
49- Entrar na sessão de carne do supermercado e ir direto para o balcão de pelancas.
50- Passar final de semana na calçada tomando cerveja e comendo churrasco.
51- Brigar com meio mundo só porque o caixa não deu o troco de 3 centavos.
52- Usar fundo de garrafa descartável para colocar plantas.
53- Lamber ponta de borracha para apagar erro.
54- Usar prendedor de roupa para pendurar recado no trinco da porta.
55- Reformar a casa gastando R$50.000 e deixar as lâmpadas penduradas porque não tem R$10,00 para comprar as arandelas.
56- Passar miolo do pão no pote de margarina e prato de macarrão e mandar para baixo.
57- Guardar caixinhas de pasta Kolinos e esperar pela promoção.
58- Colocar copo de água em baixo da cama e da mesa para as formigas não subirem.
59- Correr a casa inteira com o chinelo na mão atrás da barata.
60- Abrir tubo de pasta de dente com tesoura para aproveitar o restinho que sobrou.
61- Usar pregador de roupa para manter fechado saco de acucar, arroz, farinha, etc.
62- Remendar coador de pano.
63- Comprar churrasquinho com vale transporte.
64- Copiar modelo inteiro da vitrine para depois fazer em casa.
65- Homem careca com rabo de cavalo.
66- Usar gravata colorida e com estampa de bichinhos so para dizer que é publicitário.
67- Jogar algodão na árvore de natal para dar efeito de neve.
68- Usar ombreira para esconder a rampa do ombro.
69- Esquentar pão de 10 dias no microondas, servir para visita, e dizer: “Tá quentinho, acabei de trazer da padaria”.
70- Passar cuspe no cotovelo ressecado para amaciar.
71- Andar de carro com vidro fechado no maior calor só para pensarem que voce tem ar condicionado.
72- Anotar recado de telefone em papel de pão.
73- Botar papel com álcool no sapato para amaciar.
74- Forrar palmilha com jornal para não passar frio no pé.
75- Esperar todo mundo da casa usar o banheiro para dar descarga só uma vez.
76- Guardar sobras de sabonete para depois fazer uma bola só.
77- Apertar parafuso da antena de TV com faca de ponta redonda, porque a chave de fenda esta sendo usada para travar o vidro do carro.
78- Usar poster de carro importado para esconder mancha de umidade na parede.
79- Em dia de chuva amarrar saco plástico em volta do sapato para não molhar.
80- Colocar plástico em cima do telhado para evitar goteira.
81- Pendurar rolo de papel higiênico na parede com arame.
82- Deixar a bacia em cima da cama antes de ir para o trabalho para, se caso chover, a goteira não molhar sua cama.
83- Convidar os amigos para o churrasco de seu aniversário e pedir para cada um trazer uma coisa (carvão, espeto, carne, etc.).
84- Escrever na lataria de carro sujo: “LAVE-ME, POR FAVOR”.
85- Colocar arranjo de fruta de plástico na mesa da sala.
86- Consertar tira de sandália havaiana com grampeador.
87- Mascar chicletes 3 horas seguidas até ficar branco e sem gosto.
88- Levantar de noite com sede e tomar água da pia do banheiro com a mão.
89- Usar calça social com tênis.
90- Dançar lambada com a sogra, passar uma rasteira na velha e mandar para as videocassetadas do Faustão.
91- Usar saco de arroz Tio João para encapar material escolar dos filhos.
92- Na hora do rango brigar com a mãe por causa da mistura.
93- Fingir que está dormindo no ônibus para não dar lugar a quem está de pé.
94- Pentear bigode e costeleta enquanto anda pela rua.
95- Aproveitar sobra de carpete para fazer tapete.
96- Enfeitar estante da sala com lembranças de casamento.
97- Esticar a lingua para lamber o fundo do copo de iogurte.
98- Embrulhar caixa de fósforo com papel de presente para pendurar em árvore de natal.
99- Passar o fio dental e depois cheirar para ver se o dente está podre.
100- Colar o pivo com super bonder para não ter que ir ao dentista.
101- Tomar martini em copo de plástico.
102- Passar pomada Minancora nas espinhas e sair com a cara toda branca.
103- Tirar cadarço do sapato do pai, cortar ao meio para fazer dois para o tênis do filho.
104- Invadir a roda de amigos para contar a piada do não nem eu.
105- Ir ao banheiro e fazer bola de papel higiêncico molhado para jogar no teto.
106- Usar resto de sabão para tapar vazamento no bujão de gás.
107- Tirar cera do ouvido com chave do carro e tampa de caneta.
108- Guardar vinho velho para fazer vinagre.
109- Passar óleo queimado no cachorro para acabar com a sarna.
110- Fazer a barra da calça com fita crepe.
111- Ficar com fome durante a ponte aérea, não comer nada e levar o lanche para a esposa.
112- Dar uma festa e pedir mesa e cadeira para os vizinhos.
113- Levar material escolar em saco de açúcar união em dia de chuva.
114- Sair correndo e se matar para pegar ônibus que já está saindo do ponto.
115- Subir na laje para mexer na antena e ficar gritando la de cima: “Melhorou?”.
116- Guardar cueca furada para passar cera no carro.
117- Entrar em loja de R$ 1.99 e querer achar um presente legal.
118- Pisar em sujeira de cachorro e limpar no meio fio.
119- Pegar ônibus errado e ir até o ponto final para não desperdiçar o dinheiro.
120- Ir ao restaurante e, antes de pedir a comida, perguntar se aceita ticket.
121- Usar o único ticket que o restaurante não aceita.
122- Ir embora do restaurante que não aceita seu ticket.
123- Fazer coleção de porta copos de bar.
124- Discutir na feira.
125- Usar calção de nailon manchado de tinta prá buscar pão de manhã.
126- Pechinchar em liquidação.
127- Conversar com um amigo, cada um de um lado da rua.
128- Oferecer sagú para as visitas.
129- Polir metade do carro por que faltou cera.
130- Aproveitar a chuva para lavar o carro.
131- Ir visitar um amigo, estacionar na frente do prédio, ignorar o interfone e começar a buzinar e gritar lá de baixo.
132- Chorar no último capítulo da novela.
133- Dar caixa de chocolates para o amigo-secreto.
134- Botar folhas de jornal no chão do carro para tirar a umidade.
135- Faróis amarelos.
136- Quando estiver resfriado,assoar o nariz com o dedo na pia (p/ economizar papel higiênico)
137- Usar meia com chinelo.
138- Chupar os dentes (pra não usar palito).
138- Deixar a unha do dedo mindinho comprida p/ tirar cera do ouvido.
139- Ter um pingüim em cima da geladeira.
140- Tomar banho de tanque, mangueira ou caneca.
141- Coleção de caneca de cerveja na sala de visitas.
142- Ter enfeites de navio na sala.
143- Colocar água na garrafa de suco (aqueles…)p/ aproveitar o restinho.
144- Ter cortininha de plástico no chuveiro.
145- O irmão que pisa pra dentro dar o tênis depois de usado pro irmão que pisa pra fora pra gastar o restante da sola.
146- Mascar chiclete e dar um pedaço já mastigado pro outro…Quer ???
147- Luz colorida no corredor.
148- Usar microondas só p/ esquentar comida.
149- Colocar um tijolo atrás de cada pneu do carro p/ ele não descer na ladeira.
150- Balançar a toalha com farelos de comida na janela.
151- Pendurar roupa na janela.
152- Sair de casa com bobs na cabeça.
153-Esperar passar das 12:30 para ir à feira só prá pegar um “precinho mais em conta”.
154-Pegar ônibus de terno e gravata e chegar no “trampo” dando uma de executivo.
155- Comprar um maço de beterraba com folha e tudo, e utilizar as folhas prá “fazer uma sopinha”.
156-Ir a um cine 3D e levar o óculos para casa.
157-Idem, quando for a um reataurante famoso, e levar o cinzeiro como “lembrança”.
158-Comprar quatro pares de tênis iguaizinhos pois a promocão era “imperdível”.
159-Ir ao sítio de uma amigo em um final de semana, e ficar na varanda”deitado na rede prá relaxar”, mesmo sabendo que o frio lá fora está a 0graus.
160-Idem, ao cair na piscina do mesmo sítio, dizendo que “adora banho gelado”pois “faz bem prá circulação”.
161-Fazer uma casa e colocar chaminé no telhado só prá todo mundo pensar que você tem lareira em casa.
162- Levar bola de capotão na praia e fazer o gol embaixo da placa “proibido a prática de futebol neste local”.
163-Pedir ao padeiro pão velho prá fazer “farinha de rosca”e aproveitar para fazer umas torradinhas prá tomar com chá preto.
164-Idem, ao pedir para o açougueiro “miúdos prá comida do cachorro” e fazer uma “comida exótica típica da Indonésia” para a visita.
165- Ir a um restaurante chique com a namorada, ver a manteiga em cubinhos, pegar um palito, comer e só após constatar que era manteiga e ainda dizer para a namorada: “Adoro manteiga… desde pequenininho”…

por Ricardo Postado em Humor

Cuidado!!!

Golpe online promete vídeo inédito sobre o caso da menina Isabella
Por Daniel dos Santos, editor-executivo da PC World
Publicada em 15 de abril de 2008 às 18h45

São Paulo – Criminosos criaram página que imita a home do portal Terra para descarregar programa que rouba informações de internauta.

É o óbvio ululante, mas ainda tem gente que cai no golpe. Sempre que há um caso chocante, cria-se um e-mail prometendo um vídeo bombástico, com cenas inéditas que a imprensa não mostrou. A bola da vez é o caso Isabella Nardoni.

Circula pela internet uma mensagem que promete mostrar o verdadeiro culpado (“A verdade que a TV não mostra”). Basta clicar no link. Quem acredita é direcionado para uma página idêntica à da home do portal Terra (hospedada no exterior), com uma notícia falsa como destaque.

Os criminosos alteraram a home do site para incluir essa “notícia bombástica” sobre o caso, que traz uma foto da menina e um texto que afirma que a polícia já sabe quem matou a criança. “O vídeo revela a verdadeira face do criminoso”, promete. Quem acredita e clica baixa para a máquina o arquivo Trojan. Download.Win32.Banload.Kyf, que rouba senhas bancárias.

Invasão pelo MST na CEF

Hoje não consegui trabalhar.

Não que não quisesse, mas não me deixaram entrar.

Acordei, como todas as manhãs, pronto para ir ao trabalho, mas ouvi uma notícia no rádio, enquanto tomava banho, de que o movimento dos trabalhadores rurais sem terra haviam invadido o prédio da matriz da Caixa Econômica.

Achei estranho, e liguei a TV e estava lá. Realmente tinha algum problema.

De qualquer forma, fui até lá. Pouca gente, muita vaga para estacionar, e tudo fechado e às escuras.

A notícia era real. Nenhum funcionário tinha como entrar.

Após alguns contatos com colegas de setor, voltei para casa, e estamos de plantão. Caso consigam retirá-los do prédio, retornaremos às atividades.

Dessa forma, creio que hoje tenho algum tempo para as tarefas domésticas, coisa que não tenho já há algum tempo.

Estava procurando algum veículo de comunicação on line, mas parece que ninguém divulgou ainda. Então estou publicando em primeira mão.

Link para a notícia: http://oglobo.globo.com/pais/mat/2008/04/16/mst_invade_sede_da_caixa_economica_em_brasilia-426866816.asp

Gatos…

Ode aos gatos – Artur da Távola

Bichos polêmicos sem o querer, porque sábios, mas inquietantes, talvez por isso. Nada é mais incômodo que o silencioso bastar-se dos gatos. O só pedir a quem amam. O só amar a quem os merece. O homem quer o bicho espojado, submisso, cheio de súplica, temor, reverência, obediência. O gato não satisfaz as necessidades doentias do amor. Só as saudáveis. Lembrei, então, de dizer, dos gatos, o que a observação de alguns anos me deu. Quem sabe, talvez, ocorra o milagre de iluminar um coração a eles fechado? Quem sabe, entendendo-os melhor, estabelece-se um grau de compreensão, uma possibilidade de luz e vida onde há ódio e temor? Quem sabe São Francisco de Assis não está por trás do Mago Merlin, soprando-me o artigo?

Já viu gato amestrado, de chapeuzinho ridículo, obedecendo às ordens de um pilantra que vive às custas dele? Não! Até o bondoso elefante veste saiote e dança a valsa no circo. O leal cachorro no fundo compreende as agruras do dono e faz a gentileza de ganhar a vida por ele. O leão e o tigre se amesquinham na jaula. Gato não. Ele só aceita uma relação de independência e afeto. E como não cede ao homem, mesmo quando dele dependente, é chamado de arrogante, egoísta, safado, espertalhão ou falso. “Falso”, porque não aceita a nossa falsidade com ele e só admite afeto com troca e respeito pela individualidade. O gato não gosta de alguém porque precisa gostar para se sentir melhor. Ele gosta pelo amor que lhe é próprio, que é dele e ele o dá se quiser.

O gato devolve ao homem a exata medida da relação que dele parte. Sábio, é espelho. O gato é zen. O gato é Tao. Ele conhece o segredo da não-ação que não é inação. Nada pede a quem não o quer. Exigente com quem ama, mas só depois de muito certificar-se. Não pede amor, mas se lhe dá, então ele exige. Sim, o gato não pede amor. Nem depende dele. Mas, quando o sente, é capaz de amar muito. Discretamente, porém sem derramar-se. O gato é um italiano educado na Inglaterra. Sente como um italiano, mas se comporta como um lorde inglês.

Quem não se relaciona bem com o próprio inconsciente não transa o gato. Ele aparece, então, como ameaça, porque representa essa relação precária do homem com o (próprio) mistério. O gato não se relaciona com a aparência do homem. Ele vê além, por dentro e pelo avesso. Relaciona-se com a essência. Se o gesto de carinho é medroso ou substitui inaceitáveis (mas existentes) impulsos secretos de agressão, o gato sabe. E se defende do afago. A relação dele é com o que está oculto, guardado e nem nós queremos, sabemos ou podemos ver. Por isso , quando surge nele um ato de entrega, de subida no colo ou manifestação de afeto, é algo muito verdadeiro, que não pode ser desdenhado. É um gesto de confiança que honra quem o recebe, pois significa um julgamento.

O homem não sabe ver o gato, mas o gato sabe ver o homem. Se há desarmonia real ou latente, o gato sente. Se há solidão, ele sabe e atenua como pode (ele que enfrenta a própria solidão de maneira muito mais valente que nós). Se há pessoas agressivas em torno ou carregadas de maus fluidos, ele se afasta. Nada diz, não reclama. Afasta-se. Quem não o sabe “ler” pensa que “ele não está ali. Presente ou ausente, ele ensina e manifesta algo. Perto ou longe, olhando ou fingindo não ver, ele está comunicando códigos que nem sempre (ou quase nunca) sabemos traduzir.

O gato vê mais e vê dentro e além de nós. Relaciona-se com fluidos, auras, fantasmas amigos e opressores. O gato é médium, bruxo, alquimista e parapsicólogo. É uma chance de meditação permanente a nosso lado, a ensinar paciência, atenção, silêncio e mistério. O gato é um monge portátil à disposição de quem o saiba perceber. Monge, sim, refinado, silencioso, meditativo e sábio monge, a nos devolver as perguntas medrosas esperando que encontremos o caminho na sua busca, em vez de o querer preparado, já conhecido e trilhado. O gato sempre responde com uma nova questão, remetendo-nos à pesquisa permanente do real, à busca incessante, à certeza de que cada segundo contém a possibilidade de criatividade e de novas inter-relações, infinitas, entre as coisas.

O gato é uma lição diária de afeto verdadeiro e fiel. Suas manifestações são íntimas e profundas. Exigem recolhimento, entrega, atenção. Desatentos não agradam os gatos. Bulhosos os irritam. Tudo o que precise de promoção ou explicação, quer afirmação. Vive do verdadeiro e não se ilude com aparências. Ninguém em toda natureza aprendeu a bastar-se (até na higiene) a si mesmo como o gato!Lição de sono e de musculação, o gato nos ensina todas as posições de respiração ioga. Ensina a dormir com entrega total e diluição recuperante no Cosmos. Ensina a espreguiçar-se com a massagem mais completa em todos em todos os músculos, preparando-os para a ação imediata. Se os preparadores físicos aprendessem o aquecimento do gato, os jogadores reservas não levariam tanto tempo (quase 15 minutos) se aquecendo para entrar em campo. O gato sai do sono para o máximo de ação, tensão e elasticidade num segundo. Conhece o desempenho preciso e milimétrico de cada parte do seu corpo, a qual ama e preserva como a um templo.

Lição de saúde sexual e sensualidade. Lição de envolvimento amoroso com dedicação integral de vários dias. Lição de organização familiar e de definição de espaço próprio e território pessoal. Lição de anatomia, equilíbrio, desempenho muscular. Lição de salto. Lição de silêncio. Lição de descanso. Lição de introversão. Lição de contato com o mistério, com o escuro, com a sombra. Lição de religiosidade sem ícones. Lição de alimentação e requinte. Lição de bom gosto e senso de oportunidade. Lição de vida, enfim, a mais completa, diária, silenciosa, educada, sem cobranças, sem veemências, sem exigências.

O gato é uma chance de interiorização e sabedoria posta pelo mistério à disposição do homem.

 

Quebra Cuca

Joguinho interessante, onde tem que colocar os objetos em determinada ordem, fazendo a pedra funcionar.

Levei algum tempo para descobrir a ordem correta, necessitando dar uma espiadinha na resolução 🙂

The Desert Obelisk

por Ricardo Postado em Games

Vamos falar sobre dengue?

Pessoal,

Tenho acompanhado a epidemia de dengue, principalmente no Rio de Janeiro, através dos jornais, tv, rádio etc.

Após uma análise minha do que já foi divulgado, percebo que esta epidemia deveu-se a várias causas, entre elas a falta de combate ao mosquito pelas prefeituras, pela própria população que não ajudou retirando tudo o que é possível para não haver nascedouros do mosquito e pela falta de estrutura dos postos de saúde quando começou a grande procura de pessoas a eles, onde havia somente um pediatra para atendimento.

Mas tudo isso ainda me faz perguntar: o que aconteceu com os médicos?

Por que não se voluntariam e atendem, mesmo que graciosamente, como fez um anestesista que, no seu dia de folga, sentou-se no jardim de um hospital, atendendo e receitando medicamentos para a população?

Onde ficou o juramento de Hipócrates? Onde está o CREMERJ?

Por que não fazer um mutirão para acabar de vez com o sofrimento da popuplação?

Ficam aqui algumas questões a serem respondidas.

por Ricardo Postado em Geral