Chapada dos Veadeiros

Estivemos na Chapada entre os dias 21 e 23 de fevereiro, e como a ocasião é de alta temporada (carnaval), decidimos eu, a esposa e a filhota de 9 meses ficarmos acampados, pois as pousadas estavam lotadas.
Iríamos para São Jorge, mas após as informações deste site e de pessoas que já haviam ido lá, fomos orientados que neste município vão pessoas mais jovens que querem festa, e como nós queríamos nos afastar da “muvuca” fomos para Alto Paraíso.
Lá chegando existe na avenida principal o Centro de Atendimento ao Turista, o que achei muito legal para informações. Falando com o pessoal soubemos que o camping Portal da Chapada (local muito badalado na internet) tem capacidade para 600 pessoas. Também soubemos que na Cachoeira dos Cristais existe um camping com capacidade para 30 pessoas e já haviam 5 barracas.
Como queríamos além de conhecer as atrações do parque uma tranqüilidade, optamos por esse último.
Camping muito bem estruturado, com caixas de areia para montar as barracas com ponto de luz e uma área comum com banheiro, churrasqueiras, pias para lavar roupa, louça e para higiene pessoal.
Mas o mais importante, que não se vê muito por aí, uma geladeira, fogão a gás e a lenha.
Porém o que sobrou de infra-estrutura, faltou em administração.
Tinha um pessoalzinho lá que não tinha noção de conviver com outras pessoas, pois além de monopolizarem a área comum (não tinham nenhum equipamento para acampar, apenas a barraca), levaram um amplificador de som que ficava ligado 24 horas por dia em um volume insuportável.
Apesar de nós termos reclamado juntamente com outros casais que lá estavam, nenhuma atitude foi tomada, somente em um dia às 22:00 que alguém apareceu para pedir que desligassem aquela tortura.
E o pior, é que quando estava silêncio, o que era muito raro, dava para escutar o rugido das cachoeiras, o cantar de pássaros, o vento sussurrando nas árvores.
Pretendíamos voltar hoje (23/02), mas devido ao estresse, optamos por retornar 1 dia antes do previsto, com o juramento de nunca mais voltar nesse camping.
A pergunta que fica é por que as pessoas não têm bom senso, um mínimo de educação. Se querem festa, existem cidades próximas com barzinhos que são próprias para este tipo de atividade, não num camping onde tem várias outras pessoas que querem tranqüilidade e curtir a natureza.
Será que não há um administrador que tenha esse diferencial para atrair pessoas que querem apenas um lugar para dormir e mudar a rotina diária?
Fica aí minha sugestão.

Fizemos a trilha da Cachoeira dos Cristais:
img_1888_red

img_1901_red

A Trilha do Vale da Lua:
img_1917_red

img_1925_red

img_1929_red

E outras que, conforme a disponibilidade irei postando.
Seria um feriadão perfeito, não fosse pela baderna consentida no camping. Que saudades dos campings do Rio Grande do Sul.

De malas prontas

E vamos nós.

Bagagem pronta, só falta dormir para acordar bem cedo e rumermos para Alto Paraíso de Goias, onde passaremos o carnaval acampados e em contato direto com a natureza.

Gostaria muito de levar o notebook para ir colocando as fotos e impressões, mas como todas as vezes que quis fazer isso não deu certo, além de mais uma coisa para me preocupar, na volta descrevo como foi.

Mas com certeza será melhor que passar na frente da TV assisitindo o carnaval.

Abraços e até a volta.

por Ricardo Postado em Geral